segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Acorda poeta, que seu mundo não tem sono!
Ouvi algo parecido, e é verdade. Acordei literalmente! Pro dia e pra vida.
É quase um fenômeno da natureza. Acontece de ciclo em ciclo. E a poesia despertou em mim, neste amanhecer de novembro.
Ela sai por entre os dedos sem medir palavras, sem pedir licença. Ela me domina!
Devo dizer que houve um despertar amigo. Eu já estava quase me perdendo, quando Você apontou o caminho de retomada. E na volta, pra casa, e pra caminhada, ouvi a palavra "aliança".
Muito irônico por parte da vida, da poesia, e da Sua parte...
"Aliança agora é 1 real." Esta foi a notícia no caminho (diante de uma igreja, só pra constar).
Fiquei confusa tanto pela "aliança", quanto pelo emprego do termo "agora", e pelo valor "1 real".
Certo que quando um casal decide se unir, querem selar essa união e esses votos de fidelidade através de uma aliança (anel de compromisso), e não é qualquer aliança... Ou seja, custa caro! Mas... "agora", significa dizer que "tá fácil", levando em consideração o valor em dinheiro. Qualquer um pode pegar uma aliança a qualquer momento e "enfiar" (assim mesmo), no dedo do outro. Mas, o que por um lado ficou fácil ( o material), por outro, tá difícil, viu? Tá difícil achar o propósito de tudo, a própria união, e o amor (ou qualquer que seja o sentimento que uma pessoa tenha pela outra). O que sustenta uma relação, não é o ouro, a prata, o aço encaixado no dedo ( se bem que uma boa condição financeira hipnotiza muita gente, mas isso é conversa pra outro texto), o que sustenta ou deveria sustentar qualquer relação é o sentimento, o propósito dos envolvidos, dentre vários outros fatores. Mas, agora "tá fácil" ensaiar romances, gastar corações, dinheiro, tempo... E se der errado? tem dezenas de outros modelos pra você escolher e encaixar no próximo dedo.
Meninas, chega de solteirice! Aliança agora é 1 real. Compre logo a sua! Escolham com cuidado seus companheiros(as), digo, suas alianças... Mas prestem atenção, se quer agradar o seu amor, ela tem que ser a mais bonita, desenhada, e mais em conta!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Recomeço

Hoje o amor me dói diferente.
Dói sem esperanças, sem desespero...
Hoje eu não paro diante do espelho.
Nem sei quem habita na minha face...
Hoje eu não uso mais disfarces.
Mas também não deixei de fingir...
É que hoje eu parei de me submergir.
Fiz às pazes comigo. E estou bem melhor assim.
É que hoje eu gosto muito mais de mim.
Mas também mudei, e ainda não me conheço.
É que hoje eu estou lidando com o meu RECOMEÇO!

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

A Lei da vida é quem dita o fim do jogo. CBJ

Relaxa.

A vida é assim mesmo!

Somo sensíveis com uns, e duros com outros.

Uma hora ou outra, assumiremos algum dos papéis.

Vítimas? Que nada. Somos humanos!

Propícios ao erro. Expostos as armadilhas da vida.

E não adianta inclinar o rosto, se achar o maioral.

Lá na frente Alguém acaba te acertando, e você vai PRECISAR de algo (ou alguém) que te sustente.

E quem sabe você se surpreenda ao ver a única pessoa disponível para te ajudar.

Meu bem, NADA dura tempo suficiente quando a vida quer "mudar" .

Nós já passamos por isso! Lembra?

É difícil pra você aprender? ;D


Alba Santos

quarta-feira, 4 de maio de 2011

I.
Dias acordarei te querendo até não ter forças, nem lágrimas.
Dias não estarei com tanta angústia em minha face, e em minha fala.
Em todos eles me lembrarei dessa conquista, dessa mágica
De alguém que eu chamei de amiga e me chamou de amada
Mas que no fim eu me apaixonei, e ela estava enganada!

II.
Toda vez que me lembro de você
Sinto-me triste, sinto saudade,
Sinto até nojo, e sinto raiva.
A raiva é grande, mas a saudade também
O nojo tem uma ponta de despeito e desculpa,
A tristeza é completa e dura!
Então resolvo correr pra te ter,
Depois decido aceitar e andar.
E eis que me torno um completo ímpar
Tentando eternamente ser seu par.


III.
Disseram-me o que eu já desconfiava
Daquilo que eu tentava me enganar
Mas agora tenho a plena certeza
De que estou tentando mesmo é afastar
Qualquer um que possa me querer
Qualquer um que queira me amar
Às vezes penso que Qualquer Um é você
Que faz de tudo, de tudo pra se aproximar.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Olha aqui, Mr. Best! (Paródia / Sátira - "Olha aqui, Mr. Buster, de Vinícios de Morais"

Olha aqui Mr. Best!
Está muito certo que você seja cheio de qualidades e precise mostrar pra todo mundo o ser maravilhoso que Alguém, lá atrás no seu passado, perdeu!
Está muito certo também que precise de alguém pra sentir pena com você, de você mesma! Sabe? Essa coisa de ser o centro das atenções!
Está muito certo, que tenha carências, mas acima de tudo, precise provar o que seu desejo carnal é capaz de proporcionar momentaneamente a outro ser! Que espetáculo, não?!
Está muito certo que aprendestes a usar muito bem as palavras, capazes de encantar qualquer um!
Está muito certo que a cada dia tenha uma pessoa a sua volta só para provar a este Alguém que nenhuma lhe serve e que ainda a espera. Muito romântico de sua parte, Mr. Best!
Está muito certo, que aprendeste a pronunciar a palavra “desculpa”, para que tudo se resolva no final e sua consciência saia ilesa.
Está muito certo também, Mr. Best, que assim poderás acabar sozinho, com qualquer um, ou com quem você sempre quis! Feliz com todos os passos que deu e onde foi capaz de chegar!
Mas... Olha aqui, Mr. Best!
Olha aqui! Sinceramente, MR. BEST!
Você sabe lá, o que é um choro de um coração?
Sabe lá, o que é ver nascer um amor só pra morrer?
Então não me faça perder meu precioso tempo com seu medíocre sentimento!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

O que os olhos não veem, o coração sente!

O que os olhos não veem, o coração sente!

Pois, belo mesmo é o intocável.
Onde não se sabe ao certo sobre sua matéria...
Eterno mesmo é o que os olhos não podem ver.
Seja por meios de vias ou de vista.
Deixa assim por conta da sensação esboçar sua beleza, sua grandeza,
e abrir portas pro seu verdadeiro valor.
Deixa assim, porque assim dura!
O sentimento é uma concerva espiritual.
E não cabe a matéria, ao tato, ao ato, velar!
Os olhos... Ah! Os olhos são malditos!
Estes sabem bem o que querem ter,
sem ao menos ver o que pudera sentir.
Eles roubam seus sonhos e matam o que antes te fizera contemplar o imaterial.
Castigam o que é real.
Com sua rígida seleção de fôrmas, formas, cores e nomes.
Os olhos, autoridade máxima da composição humana!
(Assim dizem ser.)
Comandam os homens com suas raras exceções.
Mas, quais as “raras” as compõem? Onde estão? “...”
E o coração?!
Mais um órgão terceirizado que mantém esta “empresa” de pé.
Que sofre por conta da ganância do olho humano!
Golpeia, maltrata, mata, sem palavras, sem sentido. Inventado motivo!
Matou de exaustão o meu coração!

quinta-feira, 24 de março de 2011

Falta. Literalmente, incompleta!

Hoje eu sinto uma falta desconhecida.
Falta um amigo
Falta um abrigo
Falta até a reação dos meus inimigos.
Mas a verdade é que não falta nada.
E com tanta falsa falta,
falta algo ainda maior,
sucumbido nas pequenas faltinhas.
Falta o pagamento,
o recebimento,
a reconciliação.
Falta o acabamento,
o divertimento,
falta a sua atenção.
(...)